Toda criança devia jogar rugby, já dizia um monge irlandês.

11mar - por Lucas Eduardo - 0 - Em Rugby

“Dizia um monge irlandês…

… que as crianças deviam jogar rugby para conhecer o esforço e o sofrimento do trabalho em equipe, respeitar a autoridade, crescer sob aceitação, valorizar o silêncio e, acima de tudo, o que é preciso para avançar um metro na vida e como é fácil perdê-lo por não ter disciplina.

No rugby às vezes o jogo se complica, mas pelo menos não se finge. No rugby, não se procura enganar o árbitro; no rugby, o vencedor faz um corredor e agradece o esforço do perdedor; no rugby, o time local é obrigado a oferecer comida e bebida ao visitante; no rugby não se grita com o árbitro; em resumo, um exercício diário onde se enaltecem palavras que hoje em dia caíram em desuso: educação, respeito, silêncio, trabalho, dedicação e, acima de tudo, muita Humildade. Humildade com “H” maiúsculo, com as traves de rugby“.